NOTA DE REPÚDIO

Excelentíssimos Senhores da sexta turma do STJ, vimos manifestar com veemência o nosso repúdio à anulação do recebimento do caso do crime da Vale em Brumadinho. Esse crime que matou 272 pessoas, NOSSAS JOIAS.

A lama está aqui!

A dor está aqui!

Os corpos estão aqui!

MAS A JUSTIÇA NÃO ESTÁ?

O crime aconteceu aqui em terras mineiras e não há motivo para a federalização do processo. Acreditando  que esse Estado é capaz de cuidar dos seus filhos, que a justiça mineira é fiel aos seus dogmas e principalmente tem hombridade para exercer sua função defendendo o direito de cada vítima, promovendo assim punição exemplar para um crime hediondo, cometido com requintes de crueldades, tendo como mandantes profissionais que com uma canetada fria assegurou  a morte dos  de 272 inocentes, grande parte em seu posto de trabalho. FRISAMOS que todos os denunciados tinham conhecimento das consequências dos seus atos e escolhas e ESCOLHERAM MATAR!  ENTÃO QUE A JUSTIÇA DE MINAS FAÇA SEU PAPEL, AQUI NO SOLO ASSOLADO PELA LAMA.

Em nome da JUSTIÇA que tanto aguardamos ver acontecer, CLAMAMOS AO STJ QUE REVOGUE imediatamente essa decisão que está assolando nossas vidas e aguardamos esperançosos que os magistrados e tribunais não se furtem ao seu trabalho.

Os responsáveis por esse crime odioso, querem escolher quem vai julgá-los e isso é inaceitável. Não cabe ao réu escolher o foro de seu julgamento.

JÁ SÃO 999 DIAS QUE AGUARDAMOS JUSTIÇA PELA MORTE DE 272 VIDAS CEIFADAS!

 Mar de lama na justiça, NÃO!

Basta de impunidade.

Atenciosamente,

Diretoria AVABRUM